Luar


Caminhando sob o luar
Não sei mais o caminho que devo pegar
Por que não posso errar
Do meu supremo amor não posso desviar

Caminho tortuoso que estou a fazer
Mas dedico todo meu ser a te encontrar
Pq a única razão do meu ser é te amar
Sob o olhar do lua eu vou te procurar

Parece que tem vidros pelo caminho
Ferindo meus pés mas continuo a caminhar
As vezes choro e com tudo isso quero acabar
Mas vem uma luz que me cega, é vc que cada dia mais estou a me aproximar

De todo meu ser não quero desistir
Me ajude à passar por tudo isso
Pra que um dia eu possa te ver
E pra sempre com seus beijos estar...


Escrevi isso quando minha irmã ouvia pela 254ºvez fresno, não aguentei e fui procurar uma gilete, achei um lápis deu nisso, to zuando nada contra a banda depois de ouvida pela 3º vez rsrs, ainda tenho que escrever algo sobre o mochilão, mas to com preguiça e sem inspiração.
Inspiração foi um amigo dizer pra uma menina na rua que ela seria bem mais interessante depois da 3 dose de tequila, taí ando filosofando que baladinhas são consultórios coletivos de auto-ajuda...onde eu posso ser aquilo que não sou e quase ninguém vai perceber, rsss

hj to meio tonto o texto não to generalizando, tem gente que quer se divertir tbm Oo
foto: Punta del este eu, fer e bruno, ponte leonel vieira.

t++
Compartilhe este artigo :

+ comentários + 1 comentários

19 de janeiro de 2009 09:45

foto linda!! texto bem bacana tb.. =)
bjs.

Postar um comentário
 
Traduzido Por : Template Para Blogspot Copyright © 2011. O mundo das idéias - All Rights Reserved
Proudly powered by Blogger