É proibido fumar.....mas e vender ???









No dia 7 de agosto, ficou proibido fumar em estabelecimentos fechados, como bares, restaurantes no estado de São Paulo.

As multas para o estabelecimento que descumprir a lei são deR$3 mil reais, sedo que a reincidência rende suspensão das atividades por 30 dias.

Essa é uma lei bastante polemica em São Paulo, existem vários pontos de vista sobre o assunto.

Quem é a favor alega que bares ou restaurantes não são propriedades públicas, sendo assim o governo não tem direito de interferir numa propriedade privada.

Eu, particularmente acho que mais uma vez não estamos agindo na causa, mas sim no efeito.

O fumante é um viciado, quando se realiza esse tipo de proibição, não atinge em nada as distribuidoras de cigarro, como a Souza Cruz, a Philip Morris.

Seria muito melhor dobrar o imposto sobre a importação do cigarro, dar um aumento substancial no preço final do cigarro, mas sempre investindo em projetos para o fim do vicio.

Não adianta nada cortar o produto se o usuário não tiver o tratamento adequado.

Isso vale para tudo, cigarro, bebidas alcoólicas, drogas em geral.

Como sabemos, as grandes distribuidoras de tabaco geram receita para o governo.

É mais cômodo atingir a sardinha do que o tubarão.
Compartilhe este artigo :

+ comentários + 16 comentários

11 de agosto de 2009 08:02

Richard adorei a novidade. Não fumo e consequentimente não gosto de cheiro de cigarros. Aff!!!
Mas não tenho nada contra quem fuma entende? não gosto é do cigarro!
Acredito que aos poucos todos irão se adaptar!!

bjos

11 de agosto de 2009 09:28

Olha, vc bateu na mesma tecla que eu de certa forma... escrevi sobre o mesmo tema (se for ver) so que uma abordagem um pouco diferente...um texto anterior ao mais recente. De uma conferida depois se puder.

11 de agosto de 2009 10:58

Esse parece ser o tema da semana. Também postei sobre isso.

Mas concordo que essa Lei não é a melhor solução. Não será o fim do vício apenas com isso.

Porém, ao menos os não-fumantes não fumarão passivamente em locais públicos.
Eu apóio a lei!

11 de agosto de 2009 12:49

A lei foi feita para para proteger os nao fumantes. acho que ja é um passo ou mais um. ja foi proibido propaganda na formula 1 se nao me engano. O Brasil tem um dos menores preços de cigarros, tipo acharia uma boa o Marlboro custar 50 reais. espero que a fiscalização fique em cima.

11 de agosto de 2009 14:17

Há muitos locais para tratamentos para tabagistas, como no Hospital das Clínicas de São Paulo. Gratuito! O Estado não é pai de ninguém. Se trata quem quer. O Estado não pode obrigar a isso. Já o fumante passivo, como garçons, barmen e clientes não-fumantes não tem escolha.

11 de agosto de 2009 18:04

Sou fumante e a favor da lei... mas acho que ela foi muito mal elaborada... pelos motivos que você já disse...e também porque é um erro primeiro a mídia incentiva o consumo do cigarro e depois o direito de seu uso é restringido... concordo que é desagradavel você estar em um ambiente com um fumante do seu lado... mas se é pra um lugar proibir o uso do cigarro em ambientes fechados é necessario antes uma alteração do local para os fumantes fumares aí o seu cigarro... e não ficar na sarjeta por causa de seu hábito...isso é um desreipeito nossa falei demais hauahua

Vsiita ae qq hora:
http://catalepsiaprodutiva.blogspot.com/

11 de agosto de 2009 19:02

Concordo contigo. Mas vem cá: será que essa lei vai pegar? Vamos ver, né?

Putz, valeu mesmo pelo seu comentário lá no "Diz"! É claro que entendi seu ponto de vista e, de certa forma, também concordo contigo...

Volta mais vezes. Eu voltarei. Gostei daqui.

Abração e sucesso!

Marcelo
www.marcelo-antunes.blogspot.com

11 de agosto de 2009 19:21

A questão ai é o jogo de empurra das competências, senão vejamos, o cigarro é um produto de caráter questionável, por tanto é tributado ao máximo retornando aos cofres públicos grandes somas de impostos, esse mesmo dinheiro que futuramente servirá de verba para saúde publica que estará incumbida de dar assistência os fumantes, fazer campanhas etc. Só que os impostos que são arrecadados com a venda de cigarros é muito alta, e sustenta um grande esquema que dá manutenção desse ciclo, resumindo, a receita federal arrecada das empresas de cigarro, e os sistemas de saúde publica de se virem pra cuidar dos doentes.

12 de agosto de 2009 05:30

Eu como fumante to tenso ! a bagaça já ta cara pra kct... to gastando uns 120 conto por mes em cigarro véi ! e agora nem sei os lugares q eu posso sair pra toma um drink... tenho q pesquisar pra v c tem area descoberta, fica tranquilo q nós já estamos sendo torturados huahuahua

Comente no meu também, ok ?
http://www.escolhaopcional.blogspot.com
Abraços

12 de agosto de 2009 08:59

Cara, você confundiu as coisas, ok...

A lei anti-fumo não é pra fazer as pessoas pararem de fumar!!!
Ela é pra proteger os não fumantes!!! Se os viciados quiserem fumar até fazer bico, que fiquem a vontade... mas longe dos não fumantes...

12 de agosto de 2009 11:31

Concordo plenamente
achei o post otemo

:D

gostei do blog

12 de agosto de 2009 17:35

Concordo na proibição. Agora quem vai sofrer, além do fumante, é o governo.. a tributação em cima do cigarro é altissima, cerca de 75%. E outro, são os estabelecimentos de venda. Há os prós e contras, mas concordo.

Na Cozinha Com Um Homem
www.nacozinhacomumhomem.blogspot.com

Giovanni Kazuo - Culinária Japonesa
www.giovannikazuo.com.br

Se quiser entrar como parceiro me avise por email que eu coloco no meu blog! (giofedrizzi@hotmail.com)
Abraços e sucesso

12 de agosto de 2009 17:38

Por um lado eu sou completamneta a favor dessa proiição poruqe gera bem estar aos não fumantes, antes prejudicados inconsientes ...
Mas por outro, você é completamnete dono da razão, porque as empresas não sofrem nada com isso...

Gostei bastante do Blog :D

Anitcha
12 de agosto de 2009 18:02

Eu tinha feito um comentário enorme, mas não sei por que motivo, não salvou. Então deu preguiça e vou colocar um resuminho. Eu acredito que a nova lei não vai acabar com os fumantes, mas se ela existe, já é um motivo pra comemoração. Moro m MG e queria que aki tivesse uma dessas, eu seria a primeira a chamar os responsáveis caso alguém acendesse um cigarro perto de mim.
Sou uma fumante passiva. Tenho em casa uma mãe que está se acabando aos poucos e com 57 anos parece ter 70. Tinha um pai qu morreu no fim do ano passado vítima de um câncer de pulmão causado pelo fumo. O meu pai ficou internado uma semana no HC e vê-lo quase morto numa cama de hospital por uma deonça evitável não foi fácil. Pior foi a "cruz" de uma amiga que viu o sofrimento de seu pai por um ano. Ele perdeu a fala, os movimentos, os dentes e teve as duas pernas amputadas. Segundo o médico, se ele não fumasse tanto, as pernas se salvariam. Eu sei o que ela passou!
Além disso o fumante é mal educado! Nunca vi um fumante que se importasse com a fumaça que joga na cara dos outros ou um fumante que seja apagando a guimba e depois guardando na bolsa pra jugar no lixo da sua casa. Se juntarmos cada toco jogado nas ruas brasileiras, conseguiríamos juntar 50 toneladas em 2 dias!
Espero sinceramente que a lei seja efetivamente respeitada e transferida a outros estados. Ana

12 de agosto de 2009 20:35

E ai mano?

Eu não fumo tbm, mas acho que se faz necessário um lugar reservado para fumantes, assim os não fumantes não entram e os fumantes podem fumar a vontade já que o país é livre ou estou enganado?

13 de agosto de 2009 06:42

assino embaixo.. ;-)
bjs.

Postar um comentário
 
Traduzido Por : Template Para Blogspot Copyright © 2011. O mundo das idéias - All Rights Reserved
Proudly powered by Blogger