As maiores pragas de uma grande cidade

Uma grande cidade tem tudo o que as pessoas precisam para terem uma vida confortável, incluindo trabalho, boas opções de escolas e faculdades, tudo o que é essencial para o cotidiano de uma familia como supermercados, farmácias, shoppings, opções de lazer, entre outras coisas. Dentro disso tudo também temos correndo paralelamente uma grande rede de "suporte" a todo tipo de praga que atormentam muito e causam pânico em outros. As peculiariedades das grandes metrópoles são muito convidativas a outras espécies. Essas espécies, por sua vez,  se apro
veitam das sobras de alimentos para se instalarem e reproduzirem fugindo do controle e incomodando as pessoas dos grandes centros se tornando grandes pragas urbanas.



Você pode ter interesse nos textos:
Qual é o melhor amigo do homem?
A maior cidade do país e seus principais problemas.
Empresa japonesa promete Elevador Espacial para 2050

Vamos conhecer um pouco mais a respeito das principais pragas que atormentam a vida de muitas pessoas.

Cupim (Cryptodermes brevis e Coptotermes gestroi)

Cupim
Há duas espécies principais,  a de madeira e a subterrânea. Ambas causam grandes prejuízos pois se alimentam de papel, tecido e, principalmente madeira. Uma colônia de cupins pode destruir movéis e outras estruturas, além de enfraquecerem árvores mais antigas causando grandes estragos e acidentes.

Barata (Blatella germanica e Periplaneta americana)

Barata
Em muitos causa apenas repulsa em outros medo e um pavor terrível. Mas, o certo é que se trata de um inseto que transmite doenças entre elas, toxoplasmose, hanseníase, tifo, disenteria, pneumonia e meningite. Devido a sua tamanho e facilidade de voar as baratas se escondem facilmente e preferem sempre locais quentes e úmidos. Os ralos de esgotos são outro ponto de entrada desse inseto até sua residência. O ideal é sempre manter ralos e frestas das portas bem protegidos, além de manter sempre bem fechado os sacos de lixo e porta mantimentos.

Rato (Rattus norvegicus, Rattus rattus e Mus musculus)

Rato
Todo o cuidado com esse animal é pouco, pois o contato com sua urina causa a leptospirose. Os ratos chegaram ao Brasil vindos de carona a bordo de  navios da Ásia. Devido a facilidade em se reproduzierem não demorou muito até virarem uma praga. Entre eles, o camundongo (Mus musculus) tem em média 15 cm de comprimento, já a ratazana (Rattus norvegicus) pode chegar a 40 cm de comprimento. O rato de telhado (Rattus rattus) gosta de escalar muros, fios da rede elétrica e telefônica e também árvores. Esses animais são perigosos e devem ser evitados com a retirada da ração dos cachorros e gatos e tentar, o máximo possível, vedar a passagem que eles poderiam usar para entrar em sua casa.

Urubu (Coragyps atratus)

Urubu
Aparentemente, eles ficam voando alto e não causam mal nenhum. O problema é justamente esse, voam alto e são um grande perigo aos aviões. Se um urubu se chocar contra um avião é uma tragédia consumada. Não é permitido matar urubus, mas existem pessoas habilitadas e fazer a remoção dessa ave limpadora de carniça.

Pombo (Columbia livia)

Pombos
Originárias do continente europeu chegaram até o Brasil vindas dos navios do velho continente. A adaptação foi fácil e se tornaram outra grande praga urbana. Porém, é proibido matar um pombo, assim como, alimenta-los. Também transmitem doenças como a criptococose e a clamidiose. O contato deve ser evitado e como fazem muita sujeira em prédios, varandas e carros estacionados sempre deve-se usar luvas e tampar o nariz no momento de limpar suas fezes.
 

Escorpião  (Tityus serrulatus)

Escorpiãp
A principal espécie que habita as grandes cidades é o escorpião-amarelo (Tityus serrulatus) que tem uma ferroada com veneno para matar uma criança ou idoso. Mesmo sendo caçadores de baratas devem ser evitados. Gostam de locais úmidos e escuros. Em locais de construção e entulhos é fundamental utilizar luvas e proteção nos pés como botas, além de sempre verificar roupas e calçados antes de vestir.

Morcego (Ordem chiroptera)

Morcego
Há diversas espécies espalhadas nos grandes centros urbanos e gostam de se abrigar em chaminés, cumeeiras, dutos de ventilação e telhados. Gostam de se alimentar de frutas e insetos variados e como podem transmitir raiva, caso mordam uma pessoa, devem ser evitados. As fezes de um morcego também transmitem doenças como histoplasmose.
GIF 2012_set_chat_2_hm_br_300x250
Compartilhe este artigo :

+ comentários + 1 comentários

29 de agosto de 2013 12:56

não se esqueça que primeiro veio a natureza e depois o homem, se NÓS não invadisse-mos os seus habitats eles não tinham que conviver connosco.

Postar um comentário
 
Traduzido Por : Template Para Blogspot Copyright © 2011. O mundo das idéias - All Rights Reserved
Proudly powered by Blogger