Rússia nova, rival antiga

Iskander


O fim da URSS em 1991 e o desmantelamento do aparato militar sustentado por ela fizeram o mundo pensar que viveria uma nova era, dominado apenas e, exclusivamente pelo capitalismo comandado pelos Estados Unidos da América. Sem um rival a altura dos EUA e de sua principal representação militar, OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte), era esperado uma nova postura da política norteamericana em relação ao contexto geopolítico. Uma dessas posturas seria a decisão de encerrar a OTAN que já não tinha mais o inimigo mortal vivo, o Pacto de Varsóvia. O que se viu com o fim da URSS foi à ampliação do domínio norteamericano alcançando antigos satélites de Moscou e chegando perigosamente as portas de suas fronteiras. Mesmo nos tempos mais ferrenhos a URSS, apesar de estar sempre atenta a qualquer deslize de seus satélites, sempre teve problemas com países por ela influenciados. Mesmo a ex-Iuguslavia sempre foi rebelde as ordens de Moscou e seu exercito era treinado para receber ataques tanto da OTAN quanto do Exercito Soviético. O cenário de hoje, continua sendo muito perigoso para Moscou.
A OTAN esta longe de acabar, uma das desculpas sustentada por algum tempo era justamente a Iugoslávia e sua guerra fratricida ameaçando a Europa e a OTAN foi decisiva nesta questão, realizou um maciço ataque aéreo que durou 78 dias e praticamente decretou a independência de Kosovo da Servia (até então ainda era Iuguslavia, mas fazia parte da Servia). Hoje, não temos a Iugoslavia e nenhum conflito na Europa. A razão da OTAN existir só mostra o quanto os EUA e seus aliados europeus querem acabar com a Rússia. A Rússia não é mais Comunista, não lidera nenhum bloco militar contra os interesses norteamericanos, não patrocina o terrorismo, pelo contrario a Rússia sofre o mesmo problema enfrentando pelo mundo com os rebeldes fundamentalistas chechenos promovendo ataques dentro de seu território. Então, por que expandir a OTAN até as fronteiras da Rússia adicionando membros como Ucrânia e Geórgia? Por que instalar um Escudo antimíssil no Leste Europeu usando antigos satélites russos, Polônia e Republica Tcheca? Ações como essa mostram o quanto os EUA querem o domínio total da Europa sem rivais comerciais e estratégicos. Mesmo a Rússia de hoje sendo uma economia de mercado, os EUA a querem a margem das decisões mundiais.
Felizmente o urso russo não hibernou e nos últimos anos vem demonstrando que também pode jogar no cenário internacional. A Rússia herdou da ex-URSS um grande arsenal nuclear que esta sendo atualizado com novos artefatos, entre eles esta o TOPOL M que é o primeiro grande ICBM russo a ter uma boa margem de precisão de acerto, além de ser capaz de furar qualquer sistema de defesa do mundo. Marinha e Força Aérea depois de anos abandonadas estão se reequipando e lançando novos equipamentos que não devem em nada para seus concorrentes ocidentais, como por exemplo o novo submarino nuclear de ataque Borei, projeto 955, primeiro de uma serie de sete submarinos que serão lançados nos próximos anos. A Força Aérea vem constantemente assistindo ao aperfeiçoamento de seu principal vetor de combate o Flanker, e esta anciosa para o lançamento de seu caça de 5º geração o PAKFA. Para questões como a adesão da Geórgia e Ucrânia, Moscou reagiu prometendo fragmentar estes dois países. A recente guerra contra a Geórgia já foi mostra disso, com a Rússia respondendo rápido a uma tentativa da Geórgia de retomar a Ossetia do Sul e em poucos dias o exercito georgiano foi derrotado pelas forças de Moscou. Na Ucrânia esta sediada uma base naval russa, a frota do Mar Negro. Uma parte da Ucrânia, a Criméia, tem uma população que é a favor dos russos e não gostariam de ver em sua base naval navios da OTAN como quer o atual governo da Ucrânia. A Rússia também pode incentivar uma “rebelião” na Criméia e tentar dividir a Ucrânia. Por hora Geórgia e Ucrânia atravessam momentos difíceis com seus governos enfrentando forte oposição e desagrado popular. Talvez a vitoria contra estes dois novos inimigos venha sem a força dos tanques russos.
Na questão do Escudo antimíssil ambicionado pelos EUA a Rússia tem uma resposta prontamente notável. Na teoria a Rússia não teria que se preocupar com a capacidade de defesa deste sistema, pois até mesmo os EUA já admitiram que o sistema não pode se defender de um ataque russo. O problema da instalação de tal sistema é a proximidade das fronteiras russas e o fato dele vir acompanhado de outros equipamentos convencionais o que traria a presença efetiva militar da OTAN que incluiria unidades especiais, tanques, possíveis aeronaves. Além do mais, o sistema detector poderia cobrir o território russo aumentando as chances de detecção de um lançamento de ICBM russo em caso de conflito. Para essa ameaça a Rússia tem como resposta a instalação de mísseis numa região conhecida como Kaliningrado que fica entra a Polônia e o sul da Lituânia. Kaliningrado é um enclave russo, ou seja, apesar de estar fora do território russo faz parte da Rússia. Com esta instalação os russos tirariam a vantagem da OTAN, pois o míssel a ser instalado, o Iskander, é difícil de ser interceptado devido as fortes manobras que ele realiza na fase final de vôo e seu alcance de 280km colocaria muitos países da Europa em sério perigo.
Os EUA poderiam ter administrado melhor a vitória que o Capitalismo teve sobre o Comunismo, em vez de darem boas vindas à nova Rússia preferiram continuar tratando-a como uma rival. A nova Rússia aceitou a rivalidade e esta medindo esta força como nos velhos tempos.
Compartilhe este artigo :

+ comentários + 23 comentários

18 de junho de 2009 18:49

Agora a rússia não pode brincar em campo.

A rússia tem que continuar com o investimento intelectual e um desenvolmento estratégico exterior mais ou menos como os EUA uma imagem legal e ser horrendo por dentro, a parte do horrendo é brincadeira(por parte da rússia)

Tem muita coisa a ser feita ainda, a rússia está fazendo direito sua lição de casa, e que venha mais investimento não só armamentista como para população também!
é o básico do básico...

18 de junho de 2009 19:17

Legal todo o artigo!! Tive uma aula de história hj msm que me esclareceu muitos conceitos relativos a "Rússia'' em geral!

19 de junho de 2009 12:45

Querido amigo avassalador...
Sou do tempo da guerra fria, de Nikita Cruchov... Do incidente da Baia dos Porcos... Antes do embarco economico a Cuba...
As novas marcações politico-geograficas da europa ainda estão confusas para mim... Ainda chamo URSS de Russia ( erro terrivel)...
mas percebo o caos formado pela separação das republicas sovieticas... Muitas dessas, sem condições economicas de sobreviverem... com multi-etnias em conflito constante... Fica dificil entender muitas vezes. Tudo isso, imagino, deve ajudar a manutenção de instrumentos de vigilancia e controle como a OTAN e outros...
Enfim, espero que tudo se ajuste.

19 de junho de 2009 18:01

Huuum, é isso q nunca entendi nos Eua, eles conseguiram oq queriam, mas ainda ficaram rivais!

Pelo menos a Russia, continua de cabeça erguida!

19 de junho de 2009 19:33

Essa semana bem pela amanhã o SBT exibiu uma série de reportagens que se remetiam ao país russo. Lenin virou uma lenda, pouco lembrado na população e o capistalismo parece ter entrado de vez na terra fria, o que potencializou as desegualdades no ´país.

19 de junho de 2009 19:43

Cuidado com a Rússia. Esta sempre foi perigosa desde quando era União Soviética. Excelente texto.

19 de junho de 2009 20:45

Russia uns dos pais com maior potencia de armas de fogo ! muito bom teu blog !

19 de junho de 2009 21:22

Eu nunca me interessei muito pela Rússia, apesar de achar bem interessante o seu tamanho territorial e saber da guerra fria, o papel da Rússia na segunda Guerra, onde botaram os nazis para correr, e também nas guerras napoleônicas.

Li uma reportagem na revista Aventuras na História, muito boa por sinal, e vi toda a explicação de porque a Rússia é tão grande. Grande país, grandes e únicos líderes, grande povo.

19 de junho de 2009 21:57

Os EUA demonstram que a guerra com a Rússia só foi pra provar quem é mais forte. Agora, como você mesmo disse, a Rússia mediu forças, e só esperamos que, se tiver uma segunda Guerra Fria, que esta não nos envolva!

20 de junho de 2009 12:40

Muito interessante o seu blog, fará parte dos que vou ler com frequência.

A Russia hoje, pelo visto não é um gigante adormecido, e como sempre os EUA não sabem lidar com situções de conflito, sempre usando a força e um pensamento de superioridade infundados. Eles ainda vão acabar nos levando a uma terceira guerra mundial!

20 de junho de 2009 15:14

Seria motivo de preocupação para os norte americanos ?
interessante seu post

peus
20 de junho de 2009 17:19

não entendo muito de Geografia.

Mas gostei do blog
blogdopeus.blogspot.com

20 de junho de 2009 18:04

muito interessante seu post, li até um certo ponto apenas, devido ao curto tempo que tenho no momento. mas achei legal por abordar esse assunto, os blogs andão muito comuns.
ótimo blog :)

20 de junho de 2009 20:16

A guerra fria nunca vai acabar.

Em se tratando da industria bélica eu pouco me importo com quem está na frente dessa corrida, com sistemas anti misseis, bombas atomicas, etc...

O que sei é que o capitalismo sempre vence, basta olhar a qualidade de vida dos norte-americanos, o padrão de consciencia da população capitalista, etc.

Não adianta tampar o sol com a peneira dizendo que a Russia renasceu mais tranquila, e aceitou a vitoria do capitalismo, a russia tem feridas e costumkes culturais, tradicionais que nunca se apagarão...

A Soberania capitalista incomoda os alienados e os aliados...quando jovem (aos 15 anos) eu era anti EUA, mas vi que tem coisas que não dá pra negar, tanto a cabeça do povo americano, quanto seus costumes e sndo o país mais rico do mundo, não dá para criticar muito....

Quando voce conhece alguns deles voce percebe que tudo o que se fala é apenas um complô ou histórinha de quem não conhece e leva esse assunto a diante...

Na russia a mesma coisa, as belas mulheres de lá são menos faladas do que as questões armamentistas.... :P


Assunto polemico, eu adoro falar disso, guerras, história, teorias, opiniões.....
De nada tenho certeza a não ser de que a cada passo rumo à uma nova guerra ou disputa bélica, bilhões, ou melhor, trilhoes de dólares são envolvidos e tanto Russos como Americanos lucram e muito....

Quero eu entrar nessa corrida e pegar uma fatia dessa grana...


visite o meu blog:


http://www.colunasdehercules.blogspot.com

20 de junho de 2009 20:29

pelos acontecimentos atuais acho que a Russia, neste momento não apresente nenhum perigo e nem é ameaçada pelos Norte Americanos.
o que interessa aos EUA agora é o Petróleo.

20 de junho de 2009 21:26

Interessante o Blog!
Gostei!
;)

http://www.alinepaim.com

21 de junho de 2009 09:29

Show de bola!!!

Super informativo!

Parabéns!

21 de junho de 2009 10:43

Se eu fosse o Lula investiria em tudo o que china, coréia, iraque, eua, urss, entre outros investem... tão td virando potencias de armas e o brasil nd...

21 de junho de 2009 11:43

Este comentário do Teves foi muito bom!
Na verdade toda guerra vende.
E o Brasil ja ganha dindin com isso, de muitos países.
E acho que a tal de aguerra fria já foi ganha pelos EUA.
E eles invadiram o mundo todo sim.
E ainda conseguiram falir sem perder a pose.
O máximo.
Quando crescer quero ser que nem eles :)

http://martonolympio.blogspot.com/

já leu um? leia outro... e mais outro...

21 de junho de 2009 12:05

A Rússia sempre se comporta como uma prostituta que recebendo calote de seus clientes. Se vende por muito pouco e nunca consegue manter a freguesia.
Enfim, um conselho, vamos criar uma nova república! Se chamaria U.R.F. (união das repúblicas bandidas fracassadas)
Eles só fazem burrada ultimamente.
Abraço, gostei do texto...

*******************

www.girafanet.blogspot.com

22 de junho de 2009 22:04

Formando a sintese hihi
Adriano: O que sei é que o capitalismo sempre vence
Resposta:Vietnam

qualidade de vida dos norte-americanos, conciência.
Resposta:e ali do bronks, conciência tem ou não tem seja capitalista, comunista, anarquista, socialista e mais algumas coisas ista.

Quando voce conhece alguns deles voce percebe que tudo o que se fala é apenas um complô.
Resposta:Já viajei pra fora do brasil, de fato eu também acho um complô, existem pessoal muitoconciêntes por lá, mas pessoas sem coêrencia existe em qualquer lugar.

Quero eu entrar nessa corrida e pegar uma fatia dessa grana...
Resposta:Digo o mesmo, pois a hipocrisia saiu de moda faz um tempo, rsrs

A Rússia sempre se comporta como uma prostituta que recebendo calote de seus clientes. Se vende por muito pouco e nunca consegue manter a freguesia.
Resposta: Brasil nem se fala então, mas EUA cobra caro, ô se cobra estamos pagando até hoje essa trepada kkkk.

Anônimo
19 de agosto de 2009 18:38

ehh ta pegando pra Russia...tanto que quem ta perdendo...agora pra russia e o EUA......com a maioria da populaçao com a gripe A!
enquanto a russia tem apenas TRES?
naum e estranho?.....

tem coisa no meio....aii algo cheira mal!!! Nao descarto a possibilidade de a russia ter criado a gripe A!...Como vigança aos Eua...!

Anônimo
23 de janeiro de 2010 03:53

Muitos estão dizendo que tomara que nem os americanos e nem os russos não nos envolva em uma 2º guerra fria ou em uma 3º guerra mundia. pois eles penção que o Brasil esta desarmado, pense bem, RUSSIA,EUA,CHINA,AFRICA,ETC...
revelão o que eles tem de poder nuclear, e o Brasil. O Brasil é muito potente mais né é um pais iguinorante e cabaço de revelar suas armas e seus poderes...

Postar um comentário
 
Traduzido Por : Template Para Blogspot Copyright © 2011. O mundo das idéias - All Rights Reserved
Proudly powered by Blogger